Entre e descubra coisas impressionantes e totalmente... Impressionantes.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Cinema: João e Maria: caçadores de bruxas


                     João e Maria: caçadores de bruxas

Os jovens João e Maria foram abandonados pelos pais na sombria floresta e acabam indo parar na casa de uma malvada bruxa. Mas o que parecia ser o fim acabou se tornando o começo de uma vida cheia de aventuras, uma vez que eles eliminaram a malvada e viraram verdadeiros exterminadores de criaturas do mal. Após o desaparecimento de várias crianças, os dois já adultos (Jeremy Renner e Gemma Arterton) são contratados pelas autoridades locais para desvendar o mistério. Só que eles não imaginavam que essa nova missão iria colocá-los diante da terrível Bruxa Negra (Famke Janssen), pronta para destruir não só a reputação de excelentes caçadores de bruxas, mas também as suas vidas.

Tirando a tradução brasileira do título, João e Maria é um filme sensacional. E não estou falando mentiras; todos sabem que eu sou bastante fácil com filmes, ainda mais sendo uma versão adaptada de contos de fadas. Me apaguei com Alice no País das Maravilhas, com A garota da capa vermelha e Branca de Neve, por isso não esperava menos dessa nova adaptação. 

João e Maria é meu segundo conto de fada preferido desde pequeno, seguido de Alice in Wonderland (apesar deste não ser necessariamente um conto de fadas), mas ao contrário do que pensam vocês, essa adaptação trás muito mais do que uma velha bruxa rabugenta, um forno crepitante e uma casa de doces perdida na floresta. No filme, temos uma breve introdução da história que já conhecemos e mais uma continuação inteligente e assustadora para o paradeiro de João e Maria.

João e Maria cresceram e desde então vem caçando bruxas por todos os cantos. Maria é destemida, sexy e dona de um coração frágil pela perda dos pais, assim como seu irmão João, que possui as mesmas qualidades (e diabetes), porém com um "que" mais piadista e irônico. Contratados para derrotar uma ameaça de bruxas numa pequena cidadezinha, seus desafios se tornam maiores ao descobrirem muitas coisas sobre o passado familiar e também sobre a sociedade das bruxas. Não vou falar muito da história pois tenho medo de soltar algumspoiler, mas sem dúvidas vocês vão se surpreender com o final. 


O cenário e o figurino são ótimos, embora eu não consegui identificar o período onde o filme se passa. Há o uso de armas de fogo e equipamentos que remetem o período medieval, que na minha opinião foi uma mistura perfeita. Alias, mistura perfeita foi a de Arma + Magia, uma combinação que nunca vi dar tão certo, mesmo sendo tão absurda. 

Personagens incríveis, embora a dublagem seja broxante, onde Hansel and Gretel era obviamente: João e Maria. Sério, eu tinha vontade de rir todas as vezes que um personagem era chamado no filme. (Mariaaaaaa).

Um filme bem produzido, com uma classificação indicativa que salva qualquer sala de cinema.Desta vez não vi nenhuma criança chata e histérica do meu lado. Um horror de encher os olhos, com cenas que assustam a qualquer distraído e um 3D SEM IGUAL. Fiquei muito emocionado com as bruxas, a reprodução perfeita dos meus mais terríveis pesadelos de infância. Quando estou falando de Bruxas, estou falando daquilo mesmo. Velhas enrugadas com cabelo bombril, uma vassoura voadora, e uma cara demoníaca. Ah, por favor, vocês querem mais o que?!


Não deixei nenhum detalhe sórdido do filme atrapalhar minha empolgação, até mesmo a duração de 88 minutos. Foi simplesmente incrível, e recomendo sem dúvida. Ótimo para amantes dessas adaptações que estão ganhando cada vez mais o mercado hollywoodiano e para qualquer um que procura sangue, bruxas e suspense num único filme. 

João e Maria: caçadores de bruxas
(Hansel and Gretel: Witch Hunters
Lançamento: 25 de janeiro de 2013 
Duração: 1h 28min
Direção: Tommy Wirkola
Gênero: Ação, Fantasia e Terror 
★★★






Fonte: http://blograbisco.blogspot.com.br/2013/01/nos-cinemas-joao-e-maria-cacadores-de.html

2 comentários:

  1. Oi Igor, eu assisti ao filme no cinema e ele é muito bom, e as bruxas são realmente iguais a da minha infância, uma ótima pedida para amantes do gênero; eu gostei muito da sua resenha, parabéns.

    Sarah
    http://projetandopaginaseconfeitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Scary Pumpkin 2